+55 11 999811983
pentagrama@pentagramaprojetos.com.br
  • Português
  • English
  • Español
+55 11 999811983
  • Português
  • English
  • Español

DESENVOLVIMENTO DE AGRIHOODS

A denominação agrihood surgiu nos Estados Unidos com a fusão de agriculture + neighborhood (agricultura e vizinhança). Em 2014 existiam 12 agrihoods, em 2016 o número de iniciativas americanas existentes e em implantação subiu para 200. Exemplos imobiliários como The Cannery e Serenbe tem reconhecimento no cenário imobiliário e receberam vários prêmios.

É um conceito que está em expansão internacionalmente para empreendimentos imobiliários que associam a produção de alimentos em sua concepção e operação.

Na França, tais iniciativas contemporâneas têm sido ressaltadas como a retomada das ‘cidades-jardins’ de Ebenezer Howard.

As agrihoods podem ter características mais urbanas e há um grande potencial de implantação em zonas de transição entre zonas de transição entre cidade e campo com produção de alimentos em larga escala com geração de receita inclusive com arranjos produtivos locais.

 

Oportunidades:

 

  1. Redução de “kilometragem do alimento”;
  2. Reduz o uso de pesticidas, herbicidas e fertilizantes;
  3. Reciclagem de nutrientes reduz o desgaste da terra;
  4. Cria uma cultura e identidade de gastronomia;
  5. Incrementa o turismo;
  6. Reduz a amplitude da monocultura;
  7. Aumento de nutrientes alimentares e saúde;
  8. Reduz emissão de gases de efeito estufa associados ao transporte de alimentos;
  9. Promove economia local e economia circular;
  10. Proporciona benefícios psicológicos;
  11. Fortalece os laços sociais;
  1. Temos a grande possibilidade de produzir alimentos no Brasil com sistemas agroflorestais, temos know-how, terras férteis, técnicos disponíveis e mão-de-obra;
  2. Recomposição florestal e produção de alimentos gera mídia espontânea além de ser uma iniciativa efetiva de recomposição de biodiversidade;
  3. Pode induzir a composição de corredores verdes com as propriedades vizinhas e/ou áreas de preservação dos arredores, constituindo uma conexão para a fauna local;
  4. Alternativa para associar a iniciativa privada com ações ambientais num processo em que todos ganham.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *